[Dicas] Adoçantes, conheça os tipos e saiba qual escolher.

Tipos De Adoçantes – Blog

Em resumo, os adoçantes, são substâncias que conferem sabor doce a alimentos e preparações culinárias.

Assim, os adoçantes são utilizados tanto por pessoas com distúrbios metabólicos ou patologias que precisam de alimentos com preparo especial, isenta de açúcares, como para pessoas que buscam reduzir o consumo diário de açúcares ou buscam fins estéticos através da alimentação.

É importante destacar a  sacarose, encontrada na cana-de-açúcar e em outros alimentos, visto que serve de referência aos adoçantes, no que diz respeito a capacidade de adoçar.

Tipos de Adoçantes:

Os adoçantes podem ser classificados em naturais ou artificiais.

Os adoçantes naturais são derivados do açúcar e são calóricos, porém, menos do que o açúcar, os mais conhecidos são:

  • Sorbitol,
  • Manitol,
  • Estévia,
  • Frutose.

Os adoçantes artificiais não possuem calórias, os mais conhecidos são:

  • Sacarina,
  • Ciclamato
  • Aspartame
  • Sucralose
  • Acessulfame-k

Os adoçantes assim como os alimentos, apresentam doses recomendadas e sua comercialização e toxicidade são controladas e reguladas por instituições internacionais.

Entretanto, alguns estudos mostram alguma relação significativa entre o consumo de aspartame e câncer.

A sucralose é utilizada como uma boa alternativa aos adoçantes no fator preço,mas alguns estudos mostram que seu uso pode levar a alteração na glicose sanguínea, insulina, alteração na tireoide e modificação na flora intestinal.

A estévia é obtido de uma planta, é segura para uso, até para gestantes, lactantes e portadores de fenilcetonuria e até o momento estudos não mostram efeitos adversos ao seu uso.

Além disso, alguns adoçantes possuem gosto residual (principalmente os artificiais) e o seu uso em preparações culinárias (onde há o uso de temperaturas elevadas ou muito baixas, assim como ácidos, como o limão e vinagre) podem alterar o gosto do adoçante.

Portanto a escolha do melhor adoçante e o uso moderado são essenciais para uma correta substituição ao açúcar.

Referências Bibliográficas:

BRASIL. Ministério da Saúde. Desmistificando dúvidas sobre alimentação e nutrição. Brasília: Ministério da Saúde. 2016. 166p.

 

Que tal esses outros artigos?