Tabagismo e Obesidade

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (nenhum voto, seja o primeiro!)
Loading...

O tabagismo é praticado por aproximadamente 47% da população masculina e 12% da população feminina do mundo, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 2017. Além disso, o tabagismo é considerado como a principal causa de mortes no mundo, por diferentes desfechos patológicos, que podem ser evitados.

Dia 29 de Agosto foi decretado como Dia Nacional do Combate ao Fumo de acordo com a Lei nº7488. Estabelecida em 1986 com a finalidade de firmar um compromisso com a população brasileira, alertando sobre os fatores de risco físicos, psicológicos, ambientais, econômicos e sociais do tabagismo como um problema de saúde coletiva.

O Tabagismo e a Obesidade

O tabagismo e a obesidade estão relacionados devido ao fato de que parar de fumar diminui a taxa metabólica basal.

Além disso, outra relação está com a parcela comportamental, onde a pessoa sente falta de manusear algo com as mãos e a boca e essa falta muitas vezes é compensada com o ato de comer, o que consequentemente aumenta o consumo calórico diário, proporcionando o ganho de peso.

Estudos como a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) mostram que é grande parcela dos fumantes querem, já tentaram ou estão tentando parar de fumar. Um estudo mostrou que independente da idade em que o ato de parar de fumar ocorra, ele trará uma maior expectativa de vida, que no estudou variou entre 3 e 9 anos.

Assim, o ganho de peso não deve ser um impedimento para deixar de fumar. Pois além de uma maior expectativa de vida, o ato promove melhora na auto estima, que consequentemente pode levar o tabagista de um ambiente normalmente sedentário para um ambiente mais ativo.

Os Malefícios relacionados ao Tabagismo

Sobretudo o cigarro causa diversos efeitos maléficos ao organismo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) foi possível identificar mais de 4700 substâncias na fumaça do cigarro. Dentro desse número uma média de 60 dessas 4700 substâncias são cancerígenas.

Além disso o contato com a fumaça não se limita as vias respiratórias e aos pulmões, uma vez que a fumaça chega aos pulmões através do sangue, o organismo como um todo é atingido pela fumaça, que gera substâncias toxicas.

Assim o tabagismo é um fator de risco para patologias como:

  • Neoplasias (Câncer);
  • Doenças respiratórias / pulmonares;
  • Doenças cardiovasculares;

O Tabagismo no Brasil:

A Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, do Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição (Inan), em 1989 mostrou que o número de pessoas fumantes no Brasil era de 31,7%. A Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) e a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) mostraram que em 2013 o número era de 11,3% e 14,7% respectivamente, o que aparenta uma queda no tabagismo no Brasil.

O que fazer depois que parei de fumar?

O primeiro passo você já deu para início de uma vida saudável, se você quer perder peso com saúde e saber onde está errando na alimentação nós sugerimos a instalação do Vitamenu

Com o Vitamenu você preenche seus dados e calculamos sua necessidade calórica por dia, assim como a quantidade de água. Deste modo você pode inserir os exercícios e alimentos consumidos ao longo do dia e saber se está consumindo muito ou pouco, e quais nutrientes estão em excesso ou deficiente. O Vitamenu pode ser instalado grátis, e com vários outros recursos na versão Premium. Comece hoje a cultivar novos hábitos saudáveis!

Referências Bibliográficas:

BRASIL. Ministério da Saúde. Caderno de Atenções Básicas. Estratégias para o cuidado da pessoa com doeçna crônica. O cuidado da pessoa tabagista. Brasilia: Ministério da Saúde. 2015, 156p.

BRASIL. Ministério da Saúde; Instituto Nacional de Alimentação e Nutrição. Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição — PNSN-1989. Arquivo de dados da pesquisa. Brasília: INAN, 1990.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Vigitel Brasil 2013: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília, Ministério da Saúde, 2014. p.1.

BRASIL. Lei nº7.488, de 11 de junho de 1986.Institui o “Dia Nacional de Combate ao Fumo”.Diário Oficial da União, Brasilia, DF, 11 de junho de 1986. Seção 1, p 11.

INSTITUTO NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO (Brasil). Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição (PNSN). Pesquisa Nacional sobre Saúde e Nutrição — PNSN-1989. Arquivo de dados da pesquisa. Brasília: INAN, 1990.

Aprenda mais com estes artigos:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (nenhum voto, seja o primeiro!)
Loading...




Instale hoje o Vitamenu e comece sua nova vida!

Você vem? É hora de conquistar seus objetivos! Estamos te esperando! Instale agora:


Celular com receita Vitamenu
Precisando Perder Peso ou Ganhar Massa?
Clique e conheça nosso método