Dieta do Ovo é um modo de Reeducação alimentar?

ovos na dieta

A dieta do ovo é uma técnica bem simples de emagrecimento que oferece resultados sem a necessidade de restringir alimentos. Por isso ela tem ganhado cada vez mais espaço entre aqueles que buscam perder peso.

A ideia é bem simples, consumir 1 ovo antes das principais refeições do dia, café da manhã, almoço e jantar. O ovo deve ser cozido e ingerido 30 minutos antes das outras refeições, assim sua fome será menor. Sem fome a quantidade de alimentos que será consumidos nessas refeições, com certeza será bem menor.

Mas será que mesmo não sendo uma dieta restritiva a dieta do ovo é uma opção saudável para a perda de peso? Isso depende de como você segue a dieta, aqui vamos te apresentar os prós e contras dessa técnica e como faz dela uma aliada no emagrecimento.

Como fazer a dieta do ovo

Como já falamos, seguir a dieta do ovo é muito fácil e os resultados realmente aparecem, mas o efeito sanfona é bem comum. A maioria das pessoas apresenta grande perda de peso durante a dieta e depois recupera todo peso perdido em pouco tempo. Ou seja, tanto esforço para nada.

Porém existem maneiras de seguir a dieta para obter melhores resultados e garantir que sejam definitivos. Simples dicas de mudanças na alimentação podem ajudar a potencializar seus resultados.

  • Coma o ovo 30 minutos antes das refeições:

A dieta em si não diz quanto tempo antes o ovo deve ser consumido, mas ingeri-lo 30 minutos antes das refeições ajuda a aumentar a saciedade e evitar o consumo exagerado dos outros alimentos.

Quando estamos com fome nossa capacidade de escolha se torna deficiente e acabamos optando por alimentos altamente calóricos. Também é muito comum optar por alimentos prontos ou congelados, que tem menor tempo de preparo.

  • Evite alimentos gordurosos e frituras:

Não adianta você comer ovo cozido antes de cada refeição e escolher comidas gordurosas. É preciso fazer escolhas mais saudáveis para obter resultados melhores, ou a resposta será bem mais lenta e temporária.

O processo de emagrecimento não pode ser pensado apenas como uma questão de quantidade de alimentos ingeridas. A qualidade do que é consumido é tão importante quanto a quantidade. Por isso recomendamos essas mudanças, mesmo que a dieta original diga que pode-se comer o que desejar.

  • Escolha melhor os alimentos de cada refeição:

NO café da manhã a melhor opção é escolher uma fruta, queijo, café e cereais como aveia. Tudo isso oferece saciedade e nutrição com poucas calorias, a combinação perfeita para quem deseja perder peso.

No almoço é preciso priorizar os legumes, saladas e proteínas magras, de preferência que sejam grelhados ou assados. Essas opções garantem uma boa nutrição e ainda oferecem mais saciedade na refeição.

Já o jantar precisa ser mais leve, consumir um omeletes ou filé de frango com uma salada é suficiente. Se depois ainda sentir fome pode ingerir um iogurte ou um chá, mas nada de jantar depois das 21 horas.

Os lanches entre as refeições também precisam ser controlados, uma vitamina, um suco verde ou uma fruta são a melhor opção, sempre.

Essas mudanças são para te ajudar a melhorar seus hábitos e ainda perder mais peso, a dieta não tem nenhuma dessas regras. Mas elas podem transformar uma dieta simples na melhor opção de perda de peso para você.

  • Beba água:

A água oferece muita saciedade e por isso é uma grande aliada da perda de peso, então aproveite. Você pode começar o dia ingerindo um copo de água junto com o ovo cozido da manhã. Isso vai reduzir ainda mais a fome e a vontade de comer. Faça o mesmo com o ovo do almoço e jantar.

Entre as refeições também é importante consumir muita água, assim aquela vontade de comer uma coisinha logo desaparecerá. Se a água for gelada é melhor ainda, ela tem ação que acelera o metabolismo e potencializa o gasto energético.

Outro benefício de ingerir água durante todo o dia é que ela ajuda a diminuir a retenção de líquidos. Com menor retenção de líquidos os inchaços também são menores e reduz até a dor e peso nas pernas.

Vantagens da dieta do ovo

  • Dieta simples e de baixo custo: A dieta do ovo tem fácil entendimento e não exige grande conhecimento nutricional dos praticantes. Além disso ela é uma dieta de baixo custo, já que o ovo é um alimentos que pode ser adquirido até por pessoas de baixa renda. Ou até mesmo pode ter galinhas em casa e comer ovos frescos todos os dias.
  • Perda de peso sem sacrifício: A única exigência da dieta é o consumo dos três ovos no dia antes das refeições. Assim ela se torna a dieta com menor restrição de alimentos.
  • Sem restrição de grupos alimentares: A maioria das dietas restringem o consumo de algum grupo alimentar, principalmente os carboidratos. Isso não é saudável, nosso corpo precisa de todos os tipos de alimentos, o que precisa ser controlado é a quantidade consumida.
  • Não provoca deficiências nutricionais: Como a dieta do ovo não restringe nenhum tipo de alimento ela também não provoca deficiências nutricionais. Todos os alimentos ricos em vitaminas  e minerais podem ser consumidos normalmente.

Desvantagens da dieta do ovo

  • Efeito sanfona: Um dos maiores problemas da dieta do ovo é justamente o problema da maioria das dietas, o efeito sanfona. Quando não há uma mudança definitiva no tipo de alimentação o ganho de peso é inevitável.
  • Dieta generalizada: Cada pessoa reage de uma maneira diferente ao processo de perda de peso. Por isso criar um sistema tão generalista não é nada indicado, principalmente quando não há nenhum tipo de orientação complementar.
  • Não oferece regras para alimentação saudável: A dieta do ovo deixa subentendido que apenas o fato de consumir o ovo antes das principais refeições fará você emagrecer. Mas ela não leva em consideração uma boa nutrição e nem a saúde do seguidor.
  • Pode causar ganho de peso: O consumo do ovo pode ter efeito contrário para quem imagina que ele seja o causador da perda de peso. O ovo tem apenas a função de aumentar a saciedade antes das refeições, ele mesmo não tem relação com a perda de peso. Por isso quando o consumo do ovo faz a alimentação ser mais desregrada pode haver ganho de peso.
  • Induz má alimentação: Como não existe uma regra a dieta do ovo pode induzir ao consumo de qualquer tipo de alimento. Principalmente gorduras trans, açúcares e carboidratos simples, que são os vilões de uma nutrição adequada.
  • Pode causar aumento do colesterol: Apesar de pouco calórico o ovo tem grande quantidade de colesterol, principalmente a gema. Então comer esse alimento 3 vezes ao dia pode aumentar a concentração de colesterol no sangue. Principalmente se esse consumo for associado à uma alimentação desequilibrada.

Conclusão:

Apesar de oferecer resultados significativos se for seguida com as dicas de alimentação que ensinamos a dieta do ovo não pode ser considerada uma forma de reeducação alimentar. A dieta é muito generalista, não oferece informações suficientes ao paciente e os mesmos resultados podem ser conquistados apenas com as mudanças na alimentação.

Sugerimos sempre uma alimentação equilibrada para uma reeducação alimentar de verdade, se precisar de uma ajudinha tecnológica, instale o aplicativo do Vitamenu para ter acompanhamento sempre na palma da sua mão. Conheça mais sobre o aplicativo aqui.

Por isso o mais indicado é seguir as orientações de um profissional, assim você garante uma perda de peso saudável e definitiva.

Referências

Brandão. Valéria de Lemos; Filho. Ilson Divino do Nascimento; Ogawa. Wataro Nelson, Emagrecer: dietas da moda versus reeducação alimentar. Disponível em: <http://ojs.unirg.edu.br/index.php/1/article/view/551> Acesso em: 26 de maio de 2020

Eder. Paula; Coelho. Juliana, Dietas e seus malefícios. Disponível em: <https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/moeducitec/article/view/8504> Acesso em:26 de Maio de 2020

Imagem de minree por Pixabay
O que achou deste artigo?
[Total: 0 Average: 0]
Instale hoje o Vitamenu e comece sua nova vida!

Você vem? É hora de conquistar seus objetivos! Estamos te esperando! Instale agora:

Precisando Perder Peso ou Ganhar Massa?
Clique e conheça nosso método